Compactos da FCA serão feitos na base do Peugeot 208


Plataforma modular da PSA dará origem a provável sucessor do Fiat Punto na Europa
 
A FCA comunicou a seus fornecedores na Europa que os próximos compactos da empresa serão baseados na plataforma modular CMP, da PSA, que dá origem ao novo Peugeot 208 e outros modelos. As informações são do portal Automotive News Europe.
No transmitido à masmorra de fornecedores, a FCA teria ordenado a interrupção do desenvolvimento de futuros carros do segmento B (subcompactos e compactos) derivados de plataformas atuais do grupo FCA. A utilização da base CMP pela Fiat Chrysler Automobiles tem porquê objetivo a redução de custos a partir do compartilhamento de componentes, além de ampliar a oferta de versões 100% elétricas, porquê o 208 e-GT, confirmado para o Brasil.

Ainda de concordância com a prelo europeia, a produção de modelos da FCA com a base CMP será realizada na Polônia, onde são feitos o novo Fiat 500 e o Lancia Ypsilon. A capacidade de produção seria de 400 milénio unidades por ano.
Um dos modelos cotados para ser construído na plataforma da PSA é o sucessor do Fiat Punto, a partir de 2023. O hatch compartilharia muito do visual e toda a mecânica com o Peugeot 208 e o novo Opel Corsa.
No Brasil, a base CMP dará origem a três modelos da Citroën em Porto Real (RJ) a partir de 2021. Na Argentina, o novo 208 já é fabricado na mesma plataforma, com adaptações para redução de custos (em relação ao europeu). Uma provável segunda geração do Fiat Argo poderia se beneficiar da produção regional da plataforma CMP, que serviria aos modelos compactos do novo grupo Stellantis – nome da empresa resultante da fusão entre FCA e PSA. Apesar disso, o compacto fabricado em Betim (MG) não deverá ter uma mudança completa de geração antes de 2024, já que foi lançado em 2017.
Fotos: Divulgação





Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 6 =