AC Cars recria Cobra Le Mans 1963 em versão elétrica de R$ 4,5 milhões


Foto: Divulgação
A AC Cars confirmou a série limitada do lendário Serpente Le Mans 1963. Uma recriação do padrão de capota rígida construído sob medida para disputar as 24 Horas de Le Mans daquele ano. À quadra, dois exemplares foram inscritos, com números de registro “39 PH” e “645 CGT”. A direção da equipe ficou a função de Sir Stirling Moss (17 de setembro de 1929 – 12 de abril de 2020).
De conformidade com o operário, a carroceria será construída artesanalmente pela AC Heritage, em Brooklands, no Reino Unificado, e ao invés do motor Ford V8 4.7 está presente um propulsor movido a eletricidade por meio da parceria com a empresa Falcon Eletric. Os números de desempenho impressionam e o AC Serpente Le Mans dos “novos tempos” possui uma bateria de 54 kWh e despeja brutais 617 cv de potência e 101,97 kgfm de torque. Com 1.250 kg, ele secção da imobilidade aos 100 km/h em rápidos 4,2 segundos e possibilita um alcance puramente elétrico de até 193 km.
Foto: Divulgação
+ Mitsubishi L200 Triton Sport ganha a série privativo Sertões+ Tirar registro de veículo no Poupatempo fica mais fácil+ Honda pode tirar Civic de risca e deixar recontro com Corolla+ Lei erra ao isentar todos os carros híbridos do rodízio de veículos em SP
Segundo o operário, a produção será dividida entre seis unidades baseadas no “39 PH” e seis no “645 CGT”. O preço inicial é de £ 600.000 sem recontar os impostos. Ou seja, mais de R$ 4.464.133, em conversão direta.
O coche de número 3 (“39 PH”) terminou as 24 Horas de Le Mans de 1963 na sétima posição trazendo ao volante os pilotos britânicos Peter Bolton e Ninian Sanderson. À esquerda, o coche 4, com matrícula “645 CGT”, não recebeu a bandeirada final (Foto: Divulgação)
Veja também
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA+ Veja mudanças depois decisão do STF sobre IPVA+ T-Cross ganha novidade versão PCD; veja preço e fotos+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas+ Varão compra Lamborghini depois fraude em auxílio emergencial+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar





Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =