Volkswagen, Fiat ou Chevrolet: quem será líder de vendas em 2020? Façam suas apostas (e confiram a minha)


Novo Chevrolet Tracker Premier 2021
Volkswagen, Fiat ou Chevrolet? Posteriormente quatro anos na liderança de vendas de automóveis e comerciais leves no mercado brasiliano, a marca da gravata dourada pode perder a posição levante ano. As candidatas a roubar seu título são a Fiat – que retomaria a posição que tomou da Chevrolet em 2006 e perdeu, para a mesma Chevrolet, em 2016 – e a Volkswagen, que não sobe na posição mais subida do pódio desde o longínquo 2000, embora tenha tido o coche mais vendido de 1962 a 1982 (Fusca) e de 1987 a 2013 (Gol). Quem leva o título de marca mais vendida em 2020? Façam suas apostas, que farei a minha.
Clique para terebrar o gráfico ampliado em outra aba (feche-a para voltar) Os dados de 2020 são de jan-set
Início esta estudo mostrando que os motivos que levaram tanto a Volkswagen quanto a Fiat a superarem a Chevrolet, neste dois meses em pessoal, me parecem um tanto pontuais. Vamos lá.
 
MESES ATÍPICOS
A Volkswagen “estourou” de vender T-Cross em julho, com uma conjunção do “acúmulo” de modelos T-Cross PCD, que levou o SUV a ser o coche mais vendido do Brasil em julho (leia cá).
Aliás, a marca fez o lançamento do VW Nivus (cá), além de ter um incremento surpreendente do veterano Gol, vice-líder levante mês, detrás do Onix (imbatível desde 2015, agora em novidade geração) e avante do Hyundai HB20 (agora também renovado, mas com design polêmico que espantou secção da clientela).
Já a Fiat fez enfim o tão aguardado lançamento da Strada. Antes mesmo da pandemia, muitos já consideravam que ele já tinha pretérito da hora. Aí a picape foi mostrada no prelúdios de março, a pandemia chegou, e depois ela foi lançada novamente no finalzinho de junho, havendo assim, também, um represamento das vendas.
Com a liberação, mesmo que ainda não completa, agora, as vendas foram incríveis, levando a picape a ser o padrão mais vendido do Brasil agora em setembro. E levante é um Fiat que deixa Volkswagen e Chevrolet comendo poeira há tempos com a Saveiro e a Montana.
+Novo Peugeot 208 fica mais barato, mas não é novo preço nem “bônus”+Avaliação: Chevrolet Trailblazer 2021 é SUV de verdade com preço simpático+VW Taos: SUV terá motor 1.5 e câmbio de sete ou oito marchas (não no Brasil)
Mesmo passados o represamento do T-Cross, o resultado da Volks tem mais tendência de se manter mais tá do que no pretérito. Hoje ainda há muita gente trocando polo por Nivus – vejo muito menos trocando T-Cross por Nivus, mas também há. Mas, mesmo havendo essa transmigração interna entre modelos Volks, acredito que, com a soma do Nivus, um padrão novo na traço, os resultados devem continuar bons para a marca alemã.

Já no caso da operário italiana, a novidade Fiat Strada substitui outra Strada, portanto talvez seja um pico de vendas pico mais pontual. Mas vale frisar que levante pico se formou em um platô, ou planalto, já consolidado por bons produtos, porquê o Argo e suas inúmeras versões, sendo as mais recentes as populares (e ótimas) versões Trekking (leia avaliação), que vem ganhando o merecido reverência e mais popularidade junto ao consumidor.

Portanto, Fiat e Volkswagen devem continuar colhendo os frutos de seus investimentos mais recentes, e se mantendo em um patamar mais tá de vendas em conferência com aqueles do ano pretérito. Assim, devem seguir ameaçando, com frequência, a liderança da Chevrolet.
SEM DORMIR NO PONTO
Mas a Chevrolet não está paragem diante do progresso da Volkswagen e da Fiat, e, entre o final do ano pretérito e meados deste ano, renovou totalmente dois modelos importantíssimos em sua traço. O Chevrolet Onix, líder de vendas há anos, ganhou uma novidade geração maior e mais interessante, e ainda manteve a carroceria antiga em versões de ingressão, com preço bom. E vale lembrar que isso não exclusivamente com a carroceria hatch, mas também com a de sedã – o Onix Plus está em terceiro no ranking universal de janeiro até setembro.

Enquanto isso, no segmento de SUVs compactos, a marca finalmente lançou a versão vernáculo do Tracker, para substituir o que era antes importado do México. Mais interessante tanto porquê resultado quanto nos preços, o padrão foi líder de vendas no segmento de SUVs em setembro.

Outro resultado da Chevrolet sem rival à profundeza na Fiat e na Volkswagen é a picape S10 (leia avaliação) que se renovou e se consolidou no segundo lugar em setembro, próxima da Toyota Hilux. E, em menor volume, a versão SUV da S10, o Trailblazer, e o Chevrolet Equinox, com novidade opção de motorização, também vêm ganhando espaço no segmento de utilitários esportivos médios e grandes — contribuindo para o resultado final da marca.
CONCLUSÃO
Logo, Volkswagen, Fiat ou Chevrolet? Tudo isso considerado, levante Blog Sobre Rodas aposta que a Chevrolet pode até perder a liderança de vendas no amontoado do ano em qualquer momento – o que quase aconteceu agora em setembro (foi anunciado, mas od dados estavam errados.
Mesmo que isso venha a intercorrer agora em outubro, deve ser pontual. O SUV médio Taos poderia ajudar a Volks a fechar o ano na frente, mas ele chega só no segundo trimestre de 2021. Logo, a tendência é que em 2020 com a Chevrolet, de novo, fique no topo do pódio — tanto com o Onix, porquê padrão, quanto porquê marca (o Tracker não tem chance porque não está à venda desde janeiro). É a aposta deste blog. Mas a Volks pode surpreender, dependendo das estratégias comerciais. Falamos em janeiro.
Veja também
+ A livraria básica do motociclista cool+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas+ Varão compra Lamborghini em seguida fraude em auxílio emergencial+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar





Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − quatro =