Nissan Kicks e-Power foi adiado por conta da pandemia de coronavírus



Vai demorar mais. O Nissan Kicks e-Power teve sua chegada ao Brasil adiada por conta da pandemia de coronavírus, que atingiu completamente o mercado vernáculo e a indústria.De combinação com Marcos Silva, presidente da Nissan no Brasil, os lançamentos para os próximos cinco anos estão sendo estudados no momento. O executivo disse: Zero foi cancelado, mas postergar investimentos faz secção.Embora a crise da Covid-19 tenha afetado as operações da Nissan no país, outra mudança – decorrente de outra crise – também alterará a estratégia da marca japonesa no Brasil.Nesse caso, trata-se do reposicionamento global da federação Renault-Nissan, que deverá “unificar” a produção de carros das duas marcas no país, com ambas adotando a mesma plataforma, que no caso é a modular CMF.Antes disso, porém, devemos ver o Kicks e-Power circulando pelo país. Apesar do prorrogação, ele não deve demorar nem dois anos, visto que o ciclo de renovação do resultado apressará as coisas para a Nissan.Lançado em 2016, o Nissan Kicks atual não deve ir além de 2023, oferecido o ciclo de renovação de produtos da marca japonesa.Outro ponto é que a CMF terá dois produtos no mercado vernáculo e fica difícil imaginar que o March seguirá adiante, quando o mercado procura por SUVs. Assim, a dupla Magnite e Kicks (novo) farão as honras da lar.O Kicks e-Power deve ainda ajudar a furar espaço para o Magnite, oferecido que seu preço será evidentemente mais tá que o padrão atual, vendido unicamente com motor 1.6 e câmbio CVT.O “híbrido” ainda deve ter a companhia dessa opção de motor por qualquer tempo até ser completamente eletrificada a gama de versões, estabelecendo um novo patamar para o resultado no mercado vernáculo.Embora seja mencionado no mercado porquê um híbrido, já que utiliza motor a gasolina, leste funciona unicamente porquê gerador, não movendo as rodas, porquê no BMW i3 REx, por exemplo.[Fonte: O Globo] O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =