Memes da F1: Hamilton vence em casa com apenas três rodas


Memes da F1: Joel reage a Hülkenberg falando português
Lewis Hamilton está atropelando recordes na F1 (e multiplicando memes). Correndo em lar, no GP do Reino Uno no giro de Silverstone, o piloto inglês superou Alain Prost porquê o maior vencedor em seu país de origem. Ontem, Hamilton conquistou a sétima vitória em lar, contra seis do Professor na França.
Memes da F1: Hamilton nem precisa de quatro rodas para vencer

E não foi “somente” uma vitória de ponta a ponta. Foi histórica mesmo se alguém ligou a TV a duas voltas do término. Acontece que as duas Mercedes que tiveram problemas com pneus no término da prova. Bottas, que estava em segundo, levou a pior: o pneu estourou e ele teve que parar nos boxes. O segundo lugar virou 11o. e ele nem pontuou.
E Hamilton, líder inteiro (da prova, do campeonato, da história…) teve um pneu estourado na última volta. O jargão “na ponta dos dedos”, cunhado pelo septuagenário (assim porquê a F1) Galvão Bueno, nunca fez tanto sentido. Foi logo que Hamilton trouxe o sege até a traço de chegada. E de olho grudado no retrovisor, torcendo para a RBR de Max Verstappen não nascer. Sorte de vencedor?!
Memes da F1: GP da Áustria

Já para o holandês foi contratempo de vice mesmo. Verstappen estava em terceiro durante quase toda a prova. Ao passar por Bottas de pneu furado, ele correu para os boxes. A vantagem para Charles Leclerc da Ferrari era suficiente para ele prometer a segunda posição. E com pneus novos ele conseguiria a volta mais rápida e o cobiçado ponto extra. Fazia todo sentido. Mas… se ele não tivesse parado, o segundo lugar teria se transformado em vitória.
Dos momentos imprevisíveis que transformam a corrida de um segundo para o outro. Já o que se torna cada vez mais previsível é o desempenho da Ferrari na temporada. O terceiro lugar fortuito de Leclerc combina com a indiferença completa de Vettel, ainda sem equipe para 2021. E faz pensar se Carlos Sainz (hoje na McLaren) está repensando a decisão de ir para a scuderia italiana no ano que vem.
Memes da F1: GP da Estíria

Por falar em horizonte incerto, que tal Nico Hülkenberg? Preterido da categoria ao final de 2019, quanto perdeu a vaga da Renault para Esteban Ocon, ele voltou ao paddock neste final de semana para passar pela Racing Point. Tudo por que Sergio Perez foi diagnosticado com Covid-19 e está fora das próximas corridas.
Mas tudo que envolve Hülkenberg envolve também uma ração extra de má-sorte. Pra quem não lembra, o boche é o recordista inteiro de corridas sem chegar ao pódio. Foram 177 GPs e nenhuma vez chegou entre os três primeiros. Mas um parafuso quebrado na embreagem do sege impediu que ele conseguisse largar no GP de ontem.
Memes da F1: GP da Hungria

Na entrevista que ele concedeu ao repórter da TV Orbe em Silverstone, Hülkenberg ainda brincou arriscando uma resposta em português. “Não foi ´tudo bom´ está manhã”. Figura!
A gente volta na semana que vem depois do GP dos 70 anos em…Silverstone, de novo!
Veja também
+ A livraria básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Varão compra Lamborghini em seguida fraude em auxílio emergencial

+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasílico

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar





Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 17 =