Marca investirá US$ 130 milhões na Argentina



A Nissan anunciou um investimento de US$ 130 milhões em Córdoba, Argentina. Trata-se de um suplementar sobre os US$ 600 milhões já feitos na vegetal cordovesa para produção inicial de dois modelos de picapes.Nesse caso, seriam de roupa feitas a Nissan Frontier e a Mercedes-Benz Classe X. Porém, a alemã saiu do negócio, que envolvia a produção de até 70.000 unidades por anos e a exportação em larga graduação.Saiu Mercedes e entrou Renault. A mudança, mesmo assim, nem chega perto do planejado originalmente. A Nissan revelou que produziu 10.000 unidades da Frontier, sendo que 70% fora enviado para fora, Brasil em privativo.Agora, a procura é por ampliação da produção da Frontier, mesmo que a incerteza Renault Alaskan esteja sendo feita no setentrião da Argentina para recompensar o eventual fechamento da vegetal de Barcelona, que ainda respira.A marca japonesa negou que o verba vá para um resultado novo e isso só pode valer que o suplementar será aplicado na renovação da Frontier, já vista com o “N” de Navara num vídeo institucional da Nissan, que promete 12 lançamentos globais nos próximos meses.Embora só se tenha visto segmento do visual da atualização de meia vida da geração D40, pode-se esperar que ela terá mais mudanças estruturais, porquê já vinha sendo feito deste a produção mexicana.Ou por outra, um pacote de assistência ao condutor com mais recursos automatizados, porquê um pacote ADAS completo, permitirá que ela não só tenha uma faceta lítico, mas possa competir com as demais também em segurança ativa.Não espere também por alterações no conjunto motriz, visto que o atual 2.3 biturbo de 190 cavalos já está muito dimensionado para a picape, assim com sua versão mais mansa, com um turbo, entregando 160 cavalos.Com vendas mais animadas desde que virou argentina, a Nissan Frontier já chegou a passar pela Mitsubishi L200 Triton em vendas e esta pode ser a meta da marca para logo mais, assim porquê depreender e até passar pela VW Amarok.  O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =