Kia Rio Sedan ganha um visual bem diferente em atualização russa



O Kia Rio Sedan não está disponível no mercado brasílico, onde a marca sul-coreana aposta mais no já publicado Cerato para atuar no segmento de sedãs, enquanto o Rio hatch importado também do México, assume posição que fora do Picanto.Na geração atual, que é de 2017, o Kia Rio tem duas variantes em relação ao sedã, uma é fabricada no México e na Coreia do Sul, tendo o mesmo estilo que o hatch vendido cá. Outra, maior, é fabricada na Rússia e China, tendo um vista totalmente dissemelhante.Também publicado porquê Solaris, o Kia Rio Sedan russo ganhou uma atualização visual que o deixou mais sofisticado. A frente adota faróis full LED, contendo ainda LED´s diurnos envolventes.A grade do Kia Rio Sedan para a Rússia também é dissemelhante da anterior, maior e com a Tiger Nose devidamente preserva. O para-choque também mudou e agora está orientado mais para o Cerato, adotando a uma novidade grade subordinado e molduras laterais triangulares porquê no sedã médio.Na traseira, as lanternas são de LED e redesenhadas em seu layout interno, enquanto o para-choque os mesmos elementos estéticos da secção frontal, realçados por vincos laterais. No teto, agora a antena é estilo barbatana.As rodas de liga ligeiro aros 15 e 16 polegadas foram revisadas. Não foram reveladas alterações no interno. O Kia Rio Sedan para a Rússia dispõe de dois motores, sendo o Kappa 1.4 com 100 cavalos e 13,4 kgfm e Gamma 1.6 com 123 cavalos e 15,3 kgfm, ambos somente com injeção multiponto, além de opção de câmbio automático de seis marchas.Apesar de ser da mesma geração do Kia Rio Sedan feito no México e no país de origem da marca, o Solaris é um sedã maior em entre-eixos, tendo 2,60 m contra 2,58 m do padrão “global”.Medindo agora 4,425 m de comprimento, por motivo do facelift, o russo é agora 4 cm maior que o mexicano em comprimento, sendo também mais largo com 1,740 ou 1,750 m (chinês) contra 1,725 m do coreano.Além das medidas, a própria carroceria é dissemelhante em estilo, com as portas traseiras com maior dimensão envidraçada e tamanho, entre outros detalhes da estrutura. Em visual e proposta, leste sedã seria mais interessante no Brasil que o padrão mexicano. O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 17 =