Kia Picanto sem ABS ganha zero estrela no Latin NCap



Padrão vendido no Chile com o nome Morning não traz ABS nem controle de firmeza de série, assim uma vez que não oferece airbags laterais nem uma vez que opcional
Depois anunciar os novos protocolos mais rígidos há alguns dias, o Latin NCap revela agora os primeiros resultados considerando estas regras. Foi estimado o Kia Picanto, produzido na Coreia do Sul, com airbag unicamente para motorista uma vez que equipamento padrão. O protótipo recebeu, novamente, zero estrela. Vale sobresair, mas, que esta não é a versão que era comercializada no mercado brasílio – é oferecida com o nome Morning, por exemplo, no Chile.Os resultados foram: 0% para Ocupante Adulto, 29% para Ocupante Infantil, 51% para Proteção de Pedestres e 7% em Assistência à Segurança. Segundo a entidade, sistema ABS e controle de firmeza (ESC) não são equipamentos de série, nem airbags laterais estão entre os opcionais.
O Latin NCap informa, ainda, que mesmo se o protótipo tivesse airbag frontal duplo isso melhoraria a sua classificação, visto que a proteção para adultos seguiria inferior da porcentagem mínima para atingir uma estrela.Foram realizados os testes de impacto frontal, impacto lateral, chicote cervical (whiplash) e proteção para pedestres. No primeiro de impacto frontal, o resultado foi proteção ruim para o tórax do motorista e do passageiro devido às cargas elevadas e instabilidade estrutural. Já no teste de impacto lateral, o tórax apresentou proteção insuficiente, assim uma vez que no teste de chicote cervical (whiplash). O teste de impacto lateral de poste não foi feito porque o veículo não possui proteção lateral padrão para a cabeça.Será divulgada mais uma bateria de resultados até o final deste ano.Confira o vídeo com o teste do Kia Picanto (Morning):

Novo protocolo
Entre as novidades, estão a mudança da atual avaliação de estrelas em duas categorias (adultos e crianças) para uma única classificação universal de 0 a 5 estrelas. Aliás, a avaliação será feita considerando quatro aspectos principais: ocupante adulto, ocupante infantil, proteção para pedestres e usuários vulneráveis ​​das estradas (VRU) e sistemas de assistência à segurança.Assim, o resultado de estrelas será integrado em uma única classificação, exigindo que o veículo tenha resultado satisfatório nos quatro aspectos, simultaneamente. Se ele tiver um insignificante desempenho em unicamente um paisagem, seu resultado final será insignificante, mesmo que os outros três ofereçam bom desempenho.
Segundo o Latin NCap, nesta primeira lanço do protocolo, para obter cinco estrelas o veículo deverá ter simultaneamente, pelo menos, 75% na Proteção de Ocupantes Adultos; 80% em Proteção de Ocupantes Infantis; 50% em Proteção de Pedestres e VRU; e 75% em Sistemas de Assistência à Segurança. O Latin NCAP aumentará a porcentagem de pontos necessários em cada paisagem ao longo dos anos para atingir os níveis de classificação por estrelas.Os testes seguirão com os ensaios de impacto frontal e lateral, que são realizados em laboratórios na Europa. Quando o veículo estimado tiver airbag lateral de cabeça, será mantido ainda o teste de impacto lateral com poste. O Latin NCAP também passará também a realizar o teste de chicote cervical (espargido com Wiplash em outros mercados), que avalia a resistência do banco e encosto de cabeça do motorista em impactos traseiros.O novo protocolo entrou em vigor em seguida a última apresentação dos resultados do ano de 2019, durando até o final de 2024. Vale ressaltar que as fabricantes de veículos estão cientes do novo protocolo, pelo menos, desde o início de 2017.Confira a lista completa de avaliações:
1. Proteção de Ocupantes AdultosImpacto Frontal, Impacto Lateral, Impacto Lateral de Poste, Frenagem Autônoma de Emergência (baixa velocidade), Whiplash (chicote cervical), Folha de Resgate2. Proteção de Ocupantes CriançasImpacto Frontal, Impacto Lateral, Avaliação do Veículo, Instalação de Sistemas de Retenção Infantil3. Proteção de Pedestres e Usuários Vulneráveis de EstradasAtropelamento de Pedestres, Frenagem Autônoma de Emergência (para Usuários Vulneráveis de Estradas)4. Sistemas de Assistência à SegurançaLembrete do Uso de Cintos de Segurança dianteiros e traseiros, Controle Eletrônico de Firmeza + Moose Test, Detecção de Veículo no Ponto Cego, Sistema de Suporte de Pista (Lane Keep Assist – LKA), Detecção de Borda de Estrada (Road Edge Detection – RED), Limitador de Velocidade, Frenagem Autônoma de Emergência (subida velocidade).



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezoito =