Fiat confirma uso da plataforma modular CMP da PSA



A fusão entre FCA e PSA, que gerou a Stellantis, já dá o primeiro fruto – que já era esperado – com a Fiat confirmando o uso da plataforma modular CMP.Com isso, a marca italiana deve parar o desenvolvimento de bases compactas para seus próximos carros e isso deve incluir também sua operação no Brasil, exceto se o dispêndio for maior que usar uma promiscuidade de componentes de outros carros, porquê acontece.A Fiat informou aos fornecedores europeus que estava encerrando o desenvolvimento de plataforma para carros compactas por conta das mudanças que ocorrerão depois a fusão com a PSA.Ela pediu que as empresas envolvidas no projeto – instaladas na Polônia – cancelem imediatamente as pesquisas e estudos relacionados ao projeto em vigor, para evitar custos desnecessários. Em Tychy, a Fiat produz os modelos Fiat 500 e Lancia Ypsilon. VEJA TAMBÉM:Fiat Cronos 2020: preço, consumo, motor, versões (detalhes e fotos)Fiat Punto: história, anos, versões, motores, consumo (e detalhes)Fiat Argo 2020: preço, versões, consumo, equipamentos (detalhes)Isso significa que a próxima plataforma que a Fiat estava desenvolvendo seria para o sucessor do Fiat 500 e derivados. Com a CMP, a marca poderá edificar carros compactos mais eficientes e com menor dispêndio, mormente os elétricos, compartilhando assim peças e outros componentes.Nos modelos com propulsão a esbraseamento, ainda não se sabe se o motor Firefly se adequará à CMP, mas é provável que isso aconteça e até mais, o 1.3 Firefly Turbo pode substituir o idoso 1.6 THP, ainda em uso na PSA, rebatizado de Puretech.Nesse caso polonês, devido à facilidade na mudança de plataforma, a Fiat pode estar pagando licenças para a PSA para antecipar o uso da CMP e não atrasar o próximo projeto.Todavia, também deve estar sofrendo uma pressão dos fornecedores poloneses, que podem rematar sendo substituídos por franceses ao passar do projeto atual para a CMP.Por ora, não se sabe porquê isso acabará, nem mesmo se secção deles migrará para a Stellantis sob a base CMP. Carros porquê Fiat Argo, Cronos, Tipo, Fiat 500, Punto, entre outros, deverão usar a base modular, fabricada em outras vegetalidade da Fiat, porquê Betim, Melfi ou Tychy, por exemplo.[Fonte: Auto cz] O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezessete =