detalhes, preços, motor, versões, ficha técnica, fotos



O Logan 2015 estava no segundo da atualização de geração e estilo do popular sedã de origem romena. Vendido cá pela Renault, fora lançado inicialmente pela Dacia.Nesse ano-modelo, o sedã compacto ganhou direção hidráulica de série na Authentique e ar condicionado incluído no pacote da versão Expression, além de bancos em pele opcionais na Dynamique.Também recebera o câmbio automatizado Easy’R, que foi adicionado porquê uma selecção mais barata em relação ao vetusto câmbio automático de 4 marchas que equipou o primeiro Logan. Aquele chegava a ter lubrificação até 300.000 km.A mudança na carroceria, ampliada, melhorou a oferta de espaço interno e garantiu linhas mais aerodinâmicas e elegantes, tornando o Logan 2015 um carruagem melhor para competir com os rivais, que já estavam mais modernos. VEJA TAMBÉM:Sandero 2015: detalhes, versões, preços, motor, desempenho, etcRenault Sandero Expression: equipamentos, preços, motor, revisõesDuster 2019: consumo, motor, preços, versões, ficha técnicaEssas mudanças estruturais e aerodinâmicas, permitiram ainda que o sedã da Renault fosse um carruagem mais eficiente, mas não eliminou os motores antigos. O Logan 2015 oferecia opção 1.0 16V de até 80 cavalos e 1.6 8V com até 106 km.Desenvolvido porquê um projeto de plebeu dispêndio, o sedã tem porquê propriedade uma plataforma larga com entre-eixos longo, que permite maior espaço interno e porta-malas generoso, mas em um tamanho compacto.Com a chegada de Logan e Renault Sandero, a Renault mudou completamente sua atuação e imagem no mercado vernáculo, corroída pela aversão dos consumidores aos carros franceses, devido a enormes problemas de qualidade e pós-venda.Já o projeto para a Dacia era mais simples, robusto e resistente, pois, fora desenvolvido para países de pavimento ruim e infraestrutura mais precária.A teoria de Carlos Ghosn de ampliar as vendas com carros baratos e simples da Dacia, deu perceptível dentro e fora da Europa. Cá, rapidamente a Renault trocou sua gama francesa pela romena, o que trouxe bons resultados.Com a chegada do Duster, a Renault formou uma trinca de produtos que avançou mercado adentro, sendo ainda reforçada pelo estiloso Captur, que compartilha a mesma plataforma.Em 2020 ainda, a Renault deve mostrar na Europa a próxima geração do Logan, assim porquê do Sandero, que serão eletrificados para reduzir emissões e atender a novidade legislação do continente.A evolução colocará a plataforma modular CMF-B simplificada a bordo do Logan 2021, que será fabricado no Brasil junto com outros seis modelos sobre essa mesma base.Espera-se futuramente o trabalho de motor turbinado com câmbio CVT, o que lhe permitirá reduzir ainda mais o consumo e melhorar o desempenho.Logan 2015 – detalhesCom linhas fluidas, o Logan 2015 labareda atenção pelos faróis duplos com piscas e lanternas embutidos na peça, tendo ainda um suporte na moldura subordinado. A grade rebaixada em estilo vigente na Renault, tinha detalhes em preto resplandecente.O para-choque era liso e tinha uma moldura subordinado com grade e faróis de neblina, estes envolvidos por conclusão cromado e friso na versão Dynamique. A frente ainda conta com capô com desalentado, um “luxo” oferecido exclusivamente nele.Com lateral muito limpa, o Logan tem maçanetas embutidas e retrovisores na cor do carruagem, exceto na versão Autentique, onde são pretos, assim porquê a secção subordinado do para-choque dianteiro.Na versão Dynamique, os espelhos externos possuem repetidores de direção, além de ajustes elétricos. As rodas eram de aço com calotas e aro 15 polegadas nas versões Authentique e Expression.Já a versão Dynamique tinha um conjunto com rodas de liga ligeiro aro 15 polegadas também, mas todos eram equipados pneus 185/65 R15. As colunas B eram pretas, exceto na opção de chegada do Logan 2015.Com lanternas grandes e escurecidas na traseira, o Logan de segunda geração tinha detalhes cromados na lente, que davam um charme a mais ao conjunto. A tampa carregava exclusivamente a nomenclatura.Já o para-choque traseiro era liso e envolvente, tendo refletores na secção subordinado, junto com o suporte da placa, que dispunha de iluminação também. No teto, exclusivamente uma antena proeminente na secção frontal, próxima do para-brisa.Por dentro, o Logan 2015 tinha um quadro com linhas simples e funcionais, que revelava muito o projeto de plebeu dispêndio. O cluster analógico possui conta-giros, velocímetro e display do dedo com nível de combustível e temperatura da chuva.Na versão Dynamique, vinha com computador de bordo e detalhes cromados. Na secção medial, o conclusão era em preto resplandecente, com a multimídia de tela de 7 polegadas dominando o envolvente.A versão Expression dispunha de um rádio com ingressão USB e facilitar, além de Bluetooth. Sendo o rádio encastoado no quadro. A alavanca de câmbio tinha pomo preto nas duas variantes, mas com seletor de marcha na Easy´R.Ela vinha com entradas USB e facilitar, além de Bluetooth. Tinha câmera de ré exclusivamente na Dynamique, mas trazia também pontuação para meio eficiente e recomendações para economia de combustível.Os difusores de centrais são quadrados, enquanto os laterais são circulares. Inferior, o ar condicionado era de série na Expression e automático do dedo na Dynamique. Os vidros elétricos traseiros eram controlados na frente pelo quadro.Trazia ainda o modo Repercussão e opção de piloto automático/limitador também no quadro, com ajustes em dois botões do volante. A pilar de direção era ajustável em fundura – menos Authentique – e tinha haste com comandos de mídia e telefonia.No Logan Dynamique, o volante tinha revestimento em pele, além de um aplique branco na secção subordinado. Os retrovisores externos eram ajustados no quadro, em posição ergonômica ruim, tal porquê o piloto automático.As portas possuem conclusão em plástico duro, com tecido ou pele exclusivamente na Dynamique. Há somente dois botões para os vidros elétricos. Nascente 12V e porta-copos dianteiro estão presentes. O porta-luvas tem bom tamanho.Nos assentos, a padronagem era muito simples na Authentique, mais voltada para frotistas e, sendo assim, bastante resistente. Havia outros dois padrões para as demais versões, sendo que exclusivamente a Dynamique tinha opção de pele.O banco do motorista tinha ajuste em fundura e os cintos de segurança de 3 pontos só não estavam disponíveis para o quinto passageiro, que também não tinha suporte de cabeça próprio.O banco traseiro era rebatível, sendo bipartido exclusivamente na Dynamique. Muito simples, o envolvente ainda tinha para-sois com espelho, retrovisor dia e noite, alças de mão e sensor do Bluetooth.Uma das coisas boas do Logan 2015 é o porta-malas, que tem 510 litros e iluminação. Sob o assoalho, o estepe era de uso temporário. Tinha rombo interna junto com o bocal do tanque.Logan 2015 – versõesO Logan 2015 tinha seis versões, sendo que o foco principal era a versão Expression, que contava com todas as opções de motor e câmbio. A Authentique era focada em frotista, enquanto a Dynamique tinha uma proposta mais luxuosa.Tanto a Expression quanto a Dynamique tinham opção de câmbio automatizado Easy´R. Com essa elaboração, o sedã tinha uma proposta de chegada mais consistente.Renault Logan Authentique 1.0 16VRenault Logan Expression 1.0 16VRenault Logan Expression 1.6 8VRenault Logan Dynamique 1.6 8VRenault Logan Expression 1.6 8V Easy´RRenault Logan Dynamique 1.6 8V Easy´REquipamentosRenault Logan Authentique 1.0 16V – Motor 1.0 Hi-Power com transmissão manual de cinco marchas, desembaçador do vidro traseiro, ar quente, rodas de aço aro 15 polegadas, pneus 185/65 R15, direção hidráulica, vidros manuais, retrovisores externos com controle interno, airbag duplo, freios ABS com EDB, faróis duplos, travamento automático, ventilador, quadro conta-giros, nascente 12V, bancos em tecido, cintos de três pontos dianteiros e traseiros laterais, banco traseiro rebatível, cintos subabdominal para quinto passageiro, preparação para som com quatro alto-falantes e antena, porta-malas com luz, espelho no para-sol recta, retrovisor interno dia e noite, regulagem de fundura dos cintos dianteiros, entre outros.Renault Logan Expression 1.0 16V – Itens supra, mais ar condicionado, retrovisores e maçanetas na cor do carruagem, vidros dianteiros elétricos, travamento medial elétrico, computador de bordo, colunas B na cor preta, sistema de áudio com Bluetooth e USB, chave canivete com telecomando, comando na pilar de direção para mídia e telefonia e espelhos nos dois para-sois.Renault Logan Expression 1.6 8V – Itens supra, mais motor 1.6 Hi-Power e transmissão manual de cinco marchas.Renault Logan Expression 1.6 8V Easy´R – Itens supra, transmissão automatizada com mudanças manuais na alavanca, mais piloto automático com limitador e multimídia com tela de 7 polegadas.Renault Logan Dynamique 1.6 8V – Itens do Expression 1.6, mais vidros elétricos, retrovisores com ajustes elétricos, conclusão cromado no para-choque, faróis de neblina, padronagem diferenciada dos assentos e portas, sensor de estacionamento, volante revestido em pele, piloto automático com limitador, multimídia com tela de 7 polegadas, retrovisores com repetidores de direção, rodas de liga ligeiro aro 15 polegadas, ar condicionado do dedo e automático, entre outros.Opcional: Bancos em pele.Renault Logan Dynamique 1.6 8V Easy´R – Itens supra, mais transmissão automatizada com mudanças manuais na alavanca.Opcional: Bancos em pele.PreçosOs preços do Logan 2015 eram compatíveis com a concorrência da estação, já que era o principal resultado de chegada da marca, visto que não havia mais a opção do Symbol e o Fluence era muito mais custoso. Assim, atuava numa tira de R$ 20.000 de diferença entre os extremos da gama.Renault Logan Authentique 1.0 16V- R$ 32.290Renault Logan Expression 1.0 16V – R$ 37.990Renault Logan Expression 1.6 8V – R$ 41.550Renault Logan Dynamique 1.6 8V – R$ 45.850Renault Logan Expression 1.6 8V Easy´R – R$ 48.250Renault Logan Dynamique 1.6 8V Easy´R – R$ 52.580Logan 2015 – motorO Logan 2015 utilizou dois motores naquela estação. Hoje, ambos foram retirados de serviço e substituídos pelos mais modernos 1.0 SCe de três cilindros e 1.6 SCe com quatro pistões.Os utilizados no Logan da ocasião eram os D4D e K7M. O primeiro era o 1.0 Hi-Power, um quatro cilindros com conjunto de ferro fundido e cabeçote de alumínio com único comando de válvulas acionado por uma única engrenagem com correia dentada.De projeto vetusto, o D4D era um motor que dispunha de bobina medial, quatro válvulas por cilindro com acionamento por balancins junto ao comando e explosivo d´chuva localizada junto ao acionador dos comandos de válvulas.Com 998 cm3, tinha ainda sistema de injeção eletrônica multiponto com tecnologia flex, porém, ainda usando injetor de gasolina para partida a indiferente no etanol. O tanquinho ficava dentro do cofre do motor.Apesar de ser 1.0 16V, o D4D era um motor grande e tinha taxa de compressão de 12:1, entregando assim 77 cavalos na gasolina e 80 cavalos, ambos a 5.750 rpm.O torque era de 10,1 kgfm no derivado de petróleo e 10,5 kgfm no etanol, ambos a 4.250 rpm. Era um motor com boa oferta de potência e torque para um 1.0. Era equipado exclusivamente com câmbio manual de cinco marchas.Já o K7M era o 1.6 Hi-Power e também tinha conjunto de ferro fundido com cabeçote em alumínio, mas diferia do K4M por ter exclusivamente oito válvulas e não 16, porquê no propulsor que era divulgado porquê 1.6 16V Hi-Power, usado depois no Logan.Tinha também comando de válvulas único, acionado por correia dentada, com as molas de válvulas acionadas por balancins. Também era vetusto, tal porquê as séries D e F, oriundas nos anos 80.O K7M teve vida curta no Brasil, mas foi trazido por sua capacidade de gerar mais torque em baixas rotações, devido às oito válvulas. Assim, ele entregava 14,5 kgfm na gasolina e 15,5 kgfm no álcool, ambos a 2.850 rpm.Quanto à potência, o 1.6 8V Hi-Power tinha exclusivamente 98 cavalos na gasolina e 106 cavalos no etanol, ambos a 5.250 rpm. O motor também tinha injeção eletrônica multiponto com tecnologia flex, dotado de injetor de gasolina na partida a indiferente.Era utilizado com câmbio manual de cinco marchas ou automatizado Easy´R, que era um sistema eletro-mecânico de acionamento de embreagem e do braço da alavanca de movimentação das engrenagens da caixa.Um gerenciador eletrônico recebia o sinal da alavanca, quando na posição correta, atuando maquinalmente na mudança de marcha. O Easy´R lia vários parâmetros porquê rotação, aceleração, velocidade, entre outros, para efetuar as trocas.Tinha ainda a opção de trocas manuais na própria alavanca, das quais pomo possuía as posições de marcha. Foi um sistema usado no Logan 2015 depois o padrão dispor de um câmbio verdadeiramente automático com 4 marchas.Ele era usado exclusivamente no K4M, com o K7M passando a dispor do automatizado Easy´R. Mais diante, nos dias atuais, o Logan utiliza o H4M – que é o HR16DE da Nissan com muitas modificações – com o CVT X-Tronic, também da Nissan.DesempenhoO Renault Logan 2015 tem um desempenho mediano, condizente com a proposta, indo de 0 a 100 km/h na versão 1.0 em pouco mais de 14 segundos e passando dos 160 km/h.Com motor 1.6, o padrão era um pouco mais esperto, mas ainda assim longe de 10 segundos até 100 km/h, precisando de quase 12 segundos para chegar a essa velocidade, partindo do zero. A automatizada também não altera os números.Renault Logan 1.0 16V – 14,2 segundos e 163 km/hRenault Logan 1.6 8V – 11,6 segundos e 180 km/hRenault Logan 1.6 16V Easy´R – 11,6 segundos e 180 km/hConsumoNo consumo, o Logan 2015 com motor 1.0 era o mais parco de todos, mesmo com o velho D4D, mas ainda assim nem chegava a 10 km/l na estrada com etanol. Porém, na gasolina, passava dos 13 km/l e quase 12 km/l na cidade.Já o 1.6 com câmbio manual ainda fazia mais de 10 km/l na cidade com gasolina e quase 13 km/l na estrada. Com álcool, seu desempenho caíra mais. No Easy´R, o pior resultado era no álcool dentro da cidade. Mal passava de 6 km/l.Na estrada, o Logan Easy´R era até mais econômico que o 1.6 manual, assim porquê também na gasolina, encostando nos 13 km/l. De modo universal, o sedã compacto da Renault ainda devia muito em eficiência energética.Renault Logan 1.0 16V – 8,1/9,2 km/l e 11,9/13,4 km/lRenault Logan 1.6 8V – 7,3/8,7 km/l e 10,6/12,5 km/lRenault Logan 1.6 16V Easy´R – 6,2/8,9 km/l e 9,6/12,8 km/lLogan 2015 – manutenção e revisãoA Renault tem valores de planos de manutenção por etapas de geração ou atualização de resultado. Logo, no caso dos valores aquém, são os vigentes em julho de 2020 para o Logan 2015.Para a versão 1.0, os preços até que estão condizentes com os concorrentes do mercado. Porém, no 1.6, o valor salta consideravelmente, principalmente na revisão de 60.000 km, que custa zero menos que R$ 2.110,39.O dispêndio das revisões até 60.000 km é de R$ 3.549,84 no motor 1.0 Hi-Power, enquanto no 1.6 Hi-Power sai por elevados R$ 4.737,71. Nesse caso, a última tem um valor gritante sobre as demais e representa quase 45% do valor totalidade.Nas revisões da Renault, são substituídos óleo lubrificante do motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de ar da cabine, fluído de freio, correia dentada, correia em V, velas e feitas saneamento do envolvente.A Renault ainda tem os chamados serviços rápidos de 60 minutos, que permitem um atendimento mais desembaraçado e fora das concessionárias, estando estes pontos em locais estratégicos e com preços reduzidos, mantendo a garantia.Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal1.0R$ 390,01R$ 507,86R$ 444,26R$ 742,57R$ 498,51R$ 966,63R$ 3.549,841.6R$ 387,79R$ 537,24R$ 442,04R$ 763,96R$ 496,29R$ 2.110,39R$ 4.737,71Logan 2015 – ficha técnicaMotor1.01.6TipoNúmero de cilindros4 em linha4 em linhaCilindrada em cm39981598Válvulas168Taxa de compressão12:112:1Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta FlexPotência máxima77/80 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)98/106 cv a 5.250 rpm (gasolina/etanol)Torque sumo10,1/10,5 kgfm a 4.250 rpm (gasolina/etanol)14,5/15,5 kgfm a 2.850 rpm (gasolina/etanol)TransmissãoTipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas ou automatizado de 5 marchasTraçãoTipoDianteiraDianteiraDireçãoTipoHidráulicaHidráulicaFreiosTipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseirosSuspensãoDianteiraMcPhersonMcPhersonTraseiraEixo de torçãoEixo de torçãoRodas e PneusRodasAço aro 15 polegadasAço ou liga ligeiro aro 15 polegadasPneus185/65 R15185/65 R15DimensõesComprimento (mm)4.3494.349Largura (mm)1.7331.733Profundidade (mm)1.5291.529Entre eixos (mm)2.6352.635CapacidadesPorta-malas (L)510510Tanque de combustível (L)5050Fardo (Kg)446446Peso em ordem de marcha (Kg)10281070Coeficiente aerodinâmico (cx)0,340,34Logan 2015 – fotos O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 9 =