Chevrolet Trailblazer 2021 chega às lojas em setembro


Chevrolet Trailblazer ganha atualização visual, novidade turbina e novidade calibração do motor, além de novos equipamentos uma vez que wi-fi nativo
 
Conforme antecipado em julho, a Chevrolet confirma a chegada da risca 2021 do Trailblazer para setembro, com mudanças visuais e mecânicas, além de lucrar mais equipamentos. Disponível somente na feição Premier para sete ocupantes, o protótipo passa a exibir vanguarda com a novidade identidade visual da marca. O preço anunciado na estação foi de R$ 269.850 – o que representaria um aumento de R$ 12.360 em relação ao protótipo 2020.
Entre as alterações estão grade frontal escura e o nome Chevrolet ao núcleo entre duas barras cromadas. Já o logotipo da gravata passa a ser deslocado, mais inferior na grade tipo colmeia. Completa o estilo os faróis de LED, o novo para-choque e as rodas de 18 polegadas com conclusão grafite.

A lista de equipamentos adiciona na risca 2021 Wi-Fi nativo com conexão para até sete dispositivos e frenagem autônoma de emergência que atua de 8 km/h a 80 km/h. Já a câmera de ré passa a projetar imagens de subida definição e tem função de engate com linha-guia específica, facilitando o acoplamento e permitindo acionar a câmera traseira temporariamente para checar o reboque.

Completa a lista de equipamentos a última geração do multimídia MyLink, com espelhamento de smartphones via Android Auto e Apple CarPlay, banco do motorista com regulagem elétrica, sensor de chuva e crepuscular, sistema de controle em declives, assistente de partida em rampa e sistema de monitoramento da pressão dos pneus, entre outros.

Nas medidas, são 4.883 mm de comprimento, 1.902 mm de largura e 2.845 mm de entre-eixos, com capacidade no porta-malas para 205 litros – chegando a 1.830 litros com os bancos rebatidos.

Sob o capô está o motor 2.8 turbodiesel de 200 cv e 51 kgfm de torque, que recebeu uma novidade turbina – e consequente novidade calibração do motor – e atualização do software da mediano eletrônica. Segundo a operário, essas mudanças permitiram acelerações mais progressivas, reduzindo o efeito turbo lag (tempo para a turbina encher). Em conjunto atua o câmbio automático de seis marchas com opção de trocas manuais, fazendo o Trailblazer apressar de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos.




Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 7 =