Borgward não decola na Europa e marca alemã pode estar ameaçada



Muito do que é a BMW hoje se deve ao termo de uma marca alemã muito promissora, a Borgward. Falida em 1965, seu espólio foi assumido pela trabalhador da Baviera e, de lá para cá, a única presente dessa empresa era a BorgWarner, com mesma origem.Todavia, recentemente, o fruto do fundador da Borgward decidiu reviver a marca alemã e se uniu aos chineses da Foton para reergue-la. Assim, a bandeira retornara ao mercado mundial, começando naturalmente pela China, onde foi promovida.Depois, os primeiros lotes foram enviados para a Alemanha e até um meio de pesquisa e desenvolvimento fora criado lá. A proposta era muito interessante e, de notório ponto, muito germânica. Os modelos Borgward BX5, BX6 e BX7 são SUVs e possuem um design muito mais austero e elegante.Por dentro, a semelhança com os carros da BMW não é de todo uma inspiração, por fim, seu termo impulsionou a atual marca de luxo. Com operações em expansão, inclusive até com um show room em Buenos Aires, a Borgward parece estar indo muito. Bom, não na Europa.O problema nem estaria no continente europeu, segundo o site boche Automobilwoche. Eles contam que a Foton vendeu sua participação na Borgward para a locadora de carros Ucar, também chinesa. Acontece que os carros da marca são baseados em projetos da montadora lugar.Para piorar a coisa, a Ucar se envolveu em um escândalo de contabilidade. Diante das incertezas, o consumidor fugiu da marca, que vendeu exclusivamente 5 milénio carros no primeiro semestre e isso lá na China. Em Luxemburgo, o único revendedor ativo da Borgward diz que já vendeu 100 carros e estão “satisfeitos”.Em Stuttgart, acredita-se que a sede não exista mais. Não existem revendedores ativos no país. O BX5 custa € 36.200 e o BX7 sai por R$ 44.200. A empresa tinha planos de vender 800 milénio carros no mundo em 2020, assim uma vez que de ter uma fábrica em Bremen, mas infelizmente parece que novamente a alemã renascida pode voltar a virar história automotiva.  O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 12 =