Ausente do Brasil, Volkswagen Passat terá nova geração em 2023



Recém-saído do mercado brasílio, o Passat recebeu o sinal virente da Volkswagen para ir à próxima geração, a nona, conhecida internamente porquê B9.O próximo Passat ficou um ano no limbo do recomendação de gestão da VW, que só agora decidira pela perpetuidade do protótipo, depois Herbert Diess mencionar que o porvir era incerto para o mais velho VW em produção.A novidade geração, de congraçamento com fontes da revista inglesa Autocar, chegará em 2023 e será maior que a atual. O foco é buscar espaço interno e conforto em detrimento do estilo, que será mais conservador.O motivo é que o Arteon já cumpre a missão de imagem da VW, ficando o Passat para oferecer uma opção menos emocional e mais racional. Aliás, todas as variantes do protótipo serão MQB, encerrando assim a curso da PQ46 nos EUA e China, a bordo do NMS.Pelas informações, o Passat irá para um porte semelhante ao do Ford Mondeo, mas ainda não se sabe se terá a carroceria liftback porquê do Skoda Superb, que será arrastado pelo VW para uma novidade fábrica, que seria na Turquia, mas agora ainda em lugar indefinido.O motivo é que o tcheco continuará compartilhando a base do Passat e a VW quer Endem, Alemanha, para fazer unicamente o SUV ID.4, além de Zwickau.Aliás, a Variant permanece na próxima geração e terá ainda mais espaçoso. Sobre ela, também foi confirmado que a versão Alltrack continua.O Novo Passat terá entre-eixos maior que o atual, que é de 2,791 m. O Superb já usa 2,83 m de base, mas ambos podem chegar perto de 2,90 m por justificação dos chineses. Eles são o motivo pelo qual a VW decidiu manter o clássico em produção.As vendas no maior mercado do mundo são expressivas com FAW e SAIC produzindo gerações diferentes do Passat. Mesmo com esse aumento de tamanho, o sedã não deve atrapalhar o Phideon, que é muito maior e atualmente ostenta o posto de topo de risco da VW.Outro ponto é que o ID Vizzion terá mesmo uma versão de produção e proposta porquê de ID.3 e ID.4, mas com ênfase premium. Variantes a gasolina, diesel e plug-in serão oferecidas e inclusive uma versão 100% elétrica, que deve subsistir apernas na China. Infelizmente, talvez, oriente seja o último Passat.[Fonte: Autocar] O que você achou desta notícia?



Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − dois =